Sem dúvida, esta é uma das questões mais recorrentes em nosso dia a dia desenvolvendo projetos Tray, nesse post, vamos tentar esclarecer algumas das principais dúvidas que surgem na hora de optar pela contratação de um dos planos da Tray para montar a sua loja virtual, preparado(a)? Vamos lá!

A Tray:

Melhor do que apenas lhe apresentar alguns pontos, é apresentar um pouco do backoffice da Tray, afinal, você está iniciando a sua loja virtual, esperamos que ela cresça, e isso acontecendo, quem é que estará por trás da estrutura da sua loja?
Importante salientar que a Tray, faz parte do grupo Locaweb (aqui tem bala na agulha), e que está no mercado há mais de 15 anos, isso mesmo, é uma das pioneiras no que tange e-commerce no Brasil. Ao longo dos anos vieram evoluindo e adquirindo outros players do mercado, até o momento (Outubro/2018) a última grande aquisição, foi a FBits (alguém encabeçou uma bolada daquelas), criando assim uma estrutura ainda mais forte e com uma base de clientes, que ARRISCO dizer, ser uma das maiores entre as plataformas.

“Ok Juliano, mas eae, vale a pena ou não?” – Acalmaaa esse coração!! Quando o assunto é plataforma, é extremamente importante, primeiro definir e saber o que você irá precisar (pelo menos que considera no momento) para seu projeto, veja alguns motivos:

  1. Seu negócio é B2B? Ou opera no atacado?
  2. Você é um distribuidor e quer vender por marketplace?
  3. Sua loja virtual será de roupas e acessórios e precisará utilizar variações?
  4. Você precisa iniciar um projeto com um custo baixo e ir evoluindo aos poucos?
  5. Você JÁ é uma mega empresa e quer aumentar ainda mais sua competitividade e resultados?
  6. Você é uma EUmpresa (uma pessoa e um sonho) e quer idealizar algo só nesse momento?

Se algum dos pontos acima, passa pelo menos perto de suas necessidades, a Tray pode atender, caso não tenha encontrado algo que se assimile as suas necessidades nesta lista, tenho uma notícia para vocês, ainda assim a Tray irá atender =)

A listagem acima irá te ajudar principalmente na decisão entre o modelo corporativo (voltado para empresas com mais recursos), ou o varejo (desde pequenos empreendedores até grandes, vou explicar melhor mais para frente). Esses 2 nomes, apenas ajudam a separar os clientes na base da Tray, não significa que uma loja virtual varejo, precise contratar o VAREJO, não, é apenas o nome dado para aqueles planos de menor investimento, que você consegue assinar direto pelo site deles (utilize ESSE LINK e receba 20% de desconto), e daqui em diante, os pontos que vou mencionar são MAIS FOCADOS nas lojas que assinarão algum dos planos do modelo VAREJO (em um breve futuro falarei sobre o modelo corporativo).

Recursos:

Há Tray possui mais de 200 recursos, além de ferramentas de terceiros que se integram ao sistema deles, o que sinceramente, te faz ter uma MEGA ferramenta, e em algumas vezes nem utiliza se quer 20% dos recursos. Há casos que usarão mais que outros das funcionalidades da plataforma, mas a grande verdade, é que tem coisa pra caramba, e algumas delas nem são necessárias para o seu projeto, mas se isso te conforta, estará lá, no quesito recursos, posso te afirmar é 10.

Layout:

Ah, esse ponto vale MUITO a pena comentar, a Tray é uma das plataformas com maior flexibilidade no quesito de implementação de layout (claro, que ainda há algumas limitações), mas com certeza pode ser dito, que 90% da sua ideia estrutural poderá ser aplicada, desde a versão mais simples dos planos. O motivo dessa flexibilidade, é o que eles denominam Open Code (sistema que desenvolveram para agências, profissionais ou pessoas que possuam conhecimento de HTML, CSS e JS poderem implementar a camada visual da loja). O Open Code também acaba dando abertura para implementações de funções que não são efetivas da plataforma, um bom exemplo, foi que tivemos que bloquear a loja de um cliente (navegação como um todo), e ao invés da home padrão, foi inserido um contador até a chegada da Black Friday. Seja em ações pontuais ou na implementação da sua identidade visual, a Tray fornece uma ótima estrutura para implementação com o Open Code.

Disponibilidade:

Neste ponto, eu devo ser muito realista e mencionar, que sim, haverá momentos que ocorrerão downtime (queda no acesso) em sua loja, devemos lembrar, que servidor, plataforma, integrações entre todo o universo por trás da sua loja, podem ocorrer intermitências, e isto em qualquer plataforma do mercado, em uma famosa plataforma (Vtex) na qual também possuímos diversos clientes, temos um downtime ainda mais recorrente, mas o importante, a equipe de suporte da Tray não te deixa na mão (e você não paga adicional para ter o suporte), se for alguma falha em sua loja, eles encontram o problema, se é algo geral, com certeza a equipe já estará trabalhando para solucionar.

“É melhor que a Loja Integrada”

Bom, é necessário entender que todas as plataformas possuem prós e contras, a Loja Integrada foca em ser muito fácil para o próprio usuário criar sua loja, apenas preenchendo alguns dados, a Tray também vai te oferecer isso, mas no quesito de simplicidade de uso, a Loja Integrada sai na frente. Se o seu objetivo é estar em uma estrutura que vai lhe permitir ir de 0 a 1000, com extrema flexibilidade, seja de layout, recursos entre outras possíveis integrações (como um ERP por exemplo), vai de Tray, a curva de entendimento do uso é apenas um pouco maior do que a Loja Integrada, mas a flexibilidade que você recebe se torna muito acima, e isso fará uma diferença real e palpável em seu e-commerce.

E o veredito é:

DEPENDE (podem haver fatores específicos em seu projeto que gere a necessidade de “algo adicional”).
Mas para não terminar este post sem um direcionamento geral, que esclareça se vale ou não a pena, SIM, a Tray vale a pena, é uma excelente plataforma, que vai te oferecer (como já dito) uma pancada de recursos. Ótima flexibilidade (desde layout até recursos de terceiros), e há ainda o fator custo x benefício, que por sua vez, é um dos pontos mais favoráveis na Tray, pois você terá recursos que realmente podem fazer diferença no seu negócio (desde o início) e ainda com a possibilidade de expandir o seu funcionamento com outras integrações.

Está na dúvida se conseguirá assimilar com facilidade o uso do painel na hora de administrar sua loja? Dá uma conferida no vídeo que preparei apresentando alguns pontos principais da plataforma.

 

 

Comentários
Juliano Costa

Autor Juliano Costa

Diretor de Inovação (CIO) na IComm, Palestrante, Head of Digital na FMS360 e Empreendedor Serial, possui mais de 10 anos de experiência em E-commerce, Marketing Digital, Branding e Criação. Ao longo de sua carreira tem focado em ajudar empreendedores dos mais diversos segmentos a alcançar seus objetivos utilizando a tecnologia como aliado em seu crescimento.

Ver mais postagens - Juliano Costa