Você com certeza sabe, que no momento da decisão da compra, o preço do produto, qualidade das informações, fotografia entre outros detalhes influenciam diretamente na decisão do cliente, certo? Enfim, são diversos fatores que contribuem (ou não) para o sucesso de uma loja virtual, por outro lado, há alguns pontos que são tomados (algumas vezes) como irrelevante para o sucesso da loja, mas que na realidade TENDEM a ter um grande fator de influência na decisão de compra: o AMBIENTE DA LOJA VIRTUAL, também é um fator determinando no processo de conversão.

“A comida deste lugar é ótima, mas o local…”

Já ouviu algo parecido com isto? Esta frase é um exemplo real, de situações onde o LOCAL em si, não contribui com a decisão da compra do cliente, afinal, você levaria seu grande amor (que romântico) em um restaurante visualmente péssimo, mesmo que a comida fosse boa?

Sabemos que para algumas pessoas não haverá problemas, mas a grande maioria irá preferir um local que tenha um balanço mais coerente (a comida seja boa e o ambiente agradável). Já vi situações, onde um determinado comércio deixou de ser visitado pelos clientes simplesmente pela quadra que ele está situado (note que o problema não era o comércio em si, mas a região), se no universo offline isso existe, no online ainda mais.

Vale recordar: “A primeira impressão é a que fica!”

A importância do layout:

Quando um possível comprador que acessa sua loja virtual, não gostar das cores, da fonte, das fotos, disposição das informações ou até mesmo da sua marca, certamente ele vai fechar a janela rapidinho (dica: SEMPRE acompanhe seu bounce rate no Google Analytics, poderá lhe indicar algo). Você provavelmente já ouviu dizer que o cliente leva apenas alguns milésimos de segundos para decidir se vai continuar em sua loja ou não, por isso, o efeito “amor a primeira vista” é de extrema importância. É necessário entender que um bom layout (ambiente virtual), está entre as principais estratégias de marketing digital (por inúmeros fatores) de sua loja virtual. Listamos abaixo 8 regras básicas que podem fazer com que sua loja virtual aumente significativamente a conversão, apenas melhorando seu layout, vamos à elas:

1) Estrutura lógica e de fácil navegação

Independente do segmento que atue ou do público alvo que foca, considere SEMPRE uma estrutura simples, isso não significa que ela não será atrativa, sim ela deve ser, mas deve ser pensada de forma que o usuário ao acessar a loja, tenha facilidade em identificar todas as áreas, não precisamos fazê-lo pensar em como navegar, e sim apenas direcioná-lo para efetivação da compra. Um mapa de categorias é um dos primeiros passos para se ter uma visão da navegação e de como podemos torná-la mais fluída.

2) Responsivo

Faça um teste, acesse agora seu Google Analytics (caso não o tenha implementado ainda, corre que você certamente está perdendo informações valiosas) e vá nas opções do menu lateral esquerdo PÚBLICO > DISPOSITIVOS MÓVEIS > VISÃO GERAL (imagem abaixo)

Note nesta área como estará os acessos por meio do Mobile, e Desktop, posso arriscar dizer que os acessos por dispositivos móveis estarão maiores que o Desktop, certo? Isto não é uma novidade, os smartphones e afins já se tornaram a primeira tela de acessos e consulta, e isso já nos define o porque é de extrema importância ter uma loja virtual responsiva (beeeem preparada).  Também é importante mencionar, que muitas vezes, os layouts padrões fornecidos pelas plataformas, não possuem uma boa estrutura semântica, um pensamento estratégico bem definido, por isso a importância de se procurar profissionais que possam lhe orientar e pensar junto com sua empresa, quais os melhores caminhos estratégicos para os produtos ao qual você vende, ou pretende vender.

3)Bom senso com cores e fontes

Aqui não existe um padrão, claro que existem estudos de cores entre outros fatores ao qual se faz importante/interessante se levar em consideração na hora de definir a identidade de sua loja virtual. Por isso, a regra sempre é, bom senso. As cores aplicadas não devem incomodar os olhos, serem conflitantes (de alto contraste entre si, a não ser que sejam muito bem aplicadas e estabelecidas).

Já no caso das fontes, EVITE, usar mais do que 2 fontes (uma para título e outra para o corpo do site), e sempre que possível busque uma que case com sua identidade visual, persona e que demonstre seus valores (sim, uma tipografia pode passar tudo isso), a velha Times New Roman já não é uma boa opção, e lembre-se, JAMAIS, use Comic Sans.

4) Imagens e vídeos de qualidade

Fotos são obrigatórias em uma loja virtual, afinal, quem compra um produto sem visualizá-lo? Por sua vez, os vídeos podem se tornar complementos na estratégia de exibição do produto, fornecendo ainda mais informações e apresentando detalhes que nas fotografias não são perceptíveis. Mas tome cuidado para que sejam vídeos curtos e direcionados (caso queira desenvolver vídeos maiores, mencione ser um REVIEW do produto) e utilize o YouTube para hospedá-los, dessa forma ainda ganhará relevância dentro desse canal no qual podem haver centenas e até milhares de pessoas procurando informações a respeito do produto ao qual está apresentando.

Por último, procure não utilizar fotos de baixa qualidade, encontradas na internet, ou qualquer coisa do tipo, procure produzir suas próprias imagens (caso seja imagens do fornecedor, procure de alguma forma dar sua identidade para essa foto). Imagens com qualidades baixas darão um ar de falta de profissionalismo e podem jogar contra você na venda da confiabilidade de sua loja virtual.

5) Rapidez / Load Balance

Lojas com muitos elementos gráficos, ou requisições a inúmeros scripts (arquivos com funções para loja) podem tornar a navegação lenta, e um design ruim pode ainda tornar a loja poluída, causando desconforto para os clientes. Aqui mais uma vez vale repetir, que o layout deve ser pensado de forma estratégica, buscando ter um design limpo e leve (sempre seguindo a sua identidade visual definida de acordo com sua persona) para facilitar o carregamento e melhorar a navegação.

Lembre-se, a navegação móvel hoje é em muitos momentos o primeiro canal de acesso do usuário, dependendo de como foi estruturado seu layout e a versão responsiva, pode pesar e consumir os dados do usuário, aumentando ainda mais a rejeição pela sua loja virtual.

6) Check-out

A regra central aqui é: facilite o MÁXIMO o caminho do cliente entre a página de produtos até a efetivação da conversão.

Você já deve ter notado que a maioria das grandes lojas possuem um check-out extremamente limpo, em muitos casos apenas com o logo da loja e as etapas seguintes para compra, essa é uma estratégia para não tirar a atenção do usuário, é o momento de definição, e o que importa é que ele prossiga e finalize, até mesmo recomendações para aumento de ticket médio passaram a ser retirados desta área, focando a experiência do usuário em SEGUIR, SEGUIR E FINALIZAR.

A Tray já possui um sistema de carrinho bastante eficiente e ágil, mas considere sempre personalizar a cara dele para sua identidade, deixando claro para o usuário que ele está em sua loja.

7) Informações claras e objetivas

A dica aqui é evitar textos extensos, ou chamadas sem relevância. Em muitas lojas é possível notar inúmeras chamadas, frases, textos que não eram necessários, e que ao invés de contribuir com a estratégia, faz com que a rejeição aumente, pois o usuário se sente desconfortável com a aparência, formato ou até mesmo a escrita utilizada.

Algo que não está diretamente ligado ao layout da loja, mas cabe mencionar, procure sempre ter descrições objetivas e completas, sempre que possível em formato de texto ao invés daqueles velhos tópicos. Exponha os pontos positivos e negativos (por incrível que pareça, descrever os pontos negativos dos produtos somam muitos pontos na decisão dos clientes favorecendo a compra).

8) Formas de pagamento & contato

Em muitos casos, estes 2 itens são negligenciados e levados para o rodapé da loja virtual (apenas), isto não é inteligente. Há casos de empresas que não utilizam o contato telefônico como um canal de atendimento, nesses casos é aceitável não ter um certo destaque, mas sempre, alguma outra forma de contato aparece no site, mesmo em situações extremas que não possuem suporte via telefone.

Atualmente temos diversas ferramentas, desde sistemas de chat online, WhatsApp, Messenger do Facebook, entre outras inúmeras ferramentas que podem contribuir com o desenvolvimento de um canal de contato sólido e efetivo. O mesmo deve ser considerado nas formas de pagamento, deixe em posição estratégica quais as opções para pagamento, a forma de parcelamento e caso haja diferenciais neste sentido, os destaques, acredite, ajudará muito em sua conversão.

E por último, uma ajuda profissional cai bem:

Acredito que conseguiu compreender que investir em uma loja virtual, vai requerer que se tenha uma boa identidade visual, e que na realidade vai além do simples design, não basta ser bonito, tem que ser funcional e entregar uma boa experiência, e nesses pontos, um profissional com conhecimento técnico e estratégico será muito bem-vindo. Já vi muitos empreendedores realizando investimentos consideráveis em mídia sem ter uma loja “realmente preparada” (com um layout estruturado com os pontos mencionados acima), e que no final só conseguiram ver o bounce rate (taxa de rejeição) altíssima sem obter os resultados que desejavam. Em um canal que diversos fatores impactam, é extremamente importante estar com os pontos mais básicos plenamente funcionais.

Você pode estar pensando “Ok Juliano, mas estou com a verba limitada agora e não consigo investir”, entendo, e para te tranquilizar, é a realidade de muitos empreendedores que estão começando sua loja virtual.  Mas por saber dessa realidade, lançamos os Temas Prontos Para Loja Virtual Tray, que é uma opção 75% mais em conta que o layout exclusivo, e ainda assim, você vai ter uma certa exclusividade, pois ele é estruturalmente pronto, mas personalizável em diversos fatores. E o melhor de tudo, não é você que instala, nossa equipe que realiza a implementação como se fosse um tema exclusivo, focando em obter a melhor performance possível, mais facilidade e um investimento que cabe no bolso.

Comentários
Juliano Costa

Autor Juliano Costa

Co-Founder e CMO na Trespix Marketing Digital, com mais de 8 anos de experiência em Branding, Design, Planejamento e Criação. Meu objetivo é transformar o negócio das empresas com estratégias inteligentes de marketing, branding e design.

Ver mais postagens - Juliano Costa